22 de março de 2011

Em resposta

Está tudo tão depressa, mas tudo tão real. Real porque é diferente das outras vezes. Não é algo distante de mim. Não sinto um abismo de frieza, nem de medos, nem de segredos. Não é algo em falso, como um passo no escuro. Existe certeza e segurança do lado, no meio e em mim.

Fecho os olhos e deixo os sentimentos invadirem e se misturarem.

Sinto querer que tudo dê certo. Querer que tudo aquilo que um dia eu tanto sonhei, aconteça. Querer que seja com você. Que seja você. Querer que seu sorriso mais bonito seja quando estiver comigo. Querer que os momentos mais bonitos da minha vida tenham você. Querer olhares engraçados em horários inapropriados. Querer rabiscar o trecho lindo daquela música num guardanapo de restaurante enquanto a gente espera a comida chegar. Querer que você cante para mim, pra que eu fique sem graça. Querer que você me inspire poesias.

Abraços demorados. Afeto. Sorrisos em doses exageradas. Piadinhas sem graça. Momentos ricos de silêncio, só para ouvirmos a respiração um do outro. Mais abraços. Sonhos engraçados e lindos com conteúdo seu.
Sinto querer o eu e você. O nós.

Mas eu tenho medo. Medo de que tudo isso não passe de chuva de verão. Não tenho mais forças para casinhos bobos, já te falei. Intensidade faz parte de mim, mas eu nunca encontrei alguém suficiente para lidar com ela. Não um que só a suporte, mas um que a retribua.


- E quando você olha para mim, o que você sente?
- Sinto te querer.
Querer no sentido mais puro da palavra para resumir tudo.

Agora é sua vez.

5 comentários:

Yohana SanFer disse...

Nossa, um declarar, um querer expresso em palavas, um desafio talvez?!rs...adorei teu texto moça!

Saminha... disse...

É tudo tão depressa... por isso não devemos deixar o tempo passar sem aproveitar ao máximo cada momento.
Quando se vê já é sexta-feira.....

Bjão querida.

sb sousa disse...

gostei do que li ate agora, acompanho tua irma gemea, acho que é gemea, nao as conheço pessoalmente, apenas através de palavras, ela tem muita força na escrita. Mas tu, tem uma delicadeza talentosa de formatar idéias que me impressiona também. Gosto dessa linguagem direciona, uma conversa com o interlúdio existencialista da dor. Um pouco ilusória essa realidade da tua escrita, mas com desejos profundos de satisfação procurarei voltar mais vezes para poder construir em minha mente um perfil melhor do que li aqui. sereno abraço!

Anônimo disse...

legal, gostei

dear sarah disse...

Tão bom desejar certas coisas assim, tão intensamente.
Eu procuro viver cada minuto como se fosse o único normalmente dá certo na arte de ser feliz!

bjs flor.
lindo blogue...